terça-feira, fevereiro 8

Terra de Macacos e Mulheres.

Macacos dormem e acordam, se regurgitam aqui, bem ao meu lado. Ando alguns passos e tenho de lidar com uma mata suja, devastada e natural como a selva. Ouço gritos humanos que mais parecem sussurros de uma sirene, agudos e espalhafatosos. Assustam e acordam para a realidade instantânea que é presente. Vejo muita vida canalizada para um lado asqueroso da existência.

Os macacos gritam felizes de sua cabeleira e ignorância. Tentam organizar e situar a baderna pelo ligeiro soar de buzinas naturais. A garganta vibra e vejo a goela se mover como a de um cantor. Na mata devasta e asquerosa, existem poucas coisas. Tudo é contado e compartilhado dentro de parâmetros nada dosados.

Macacos soltam urros com seus corpos suados, mulheres submissas e o som de baluartes antigos dão conta de uma situação idiota. Meu riso tenta disfarçar o que na verdade penso e sinto a respeito da situação. Quando me distraio esqueço-me das coisas que acontecem ao meu lado, meu rosto se torna frio, serio, antipático, revelando de fato o que penso.

Nada distrai ou abala os primórdios dos macacos e das mulheres de postura torta de tanta submissão. Tudo que demonstra senso ilógico e não natural dentro de sua concepção é o normal para outros. Macacos se aceitam e se orgulham de levar adiante a tarefa cavernica de ser estúpido, banal e desrespeitoso.

A cultura milenar de relacionamento entre os homens nada ou muito pouco mudou. Senão as formas de fazer as mesmas coisas se implementaram de novidades nada transformadoras. A dicotomia de escolher entre ser o macaco que ainda não evoluiu e a si mesmo aceitando que de repente não se seja igual, encontra resistência já que nem sempre o que realmente é evoluído agrada.

Mulheres que apesar de reclamar nada fazem para mudar sua realidade. Aprenderam a receber e continuaram. Perfumam-se para que seus macacos lhes sujem a alma e ainda se julguem capazes de dar e receber prazer. A linguagem sexista incomoda, mas todos a aceitam seja por comodismo ou por não acreditarem na mudança.

Com o tempo mentiras se tornaram verdades e falsas averiguações situaram a cultura do machismo, do feminilismo, do extremismo e do fundamentalismo. Tem conseguido com êxito assustador manipular o conhecimento e com isso a vontade, anulando a criticidade e a capacidade de transformação e renovação da sociedade.

Deus nos abençoe.

3 comentários:

Alana S. disse...

Engraçado - e deprimente - constatar como a cultura dos macacos se propaga no próprio universo feminino como a cultura da felicidade. As mulheres, a maioria, pelo menos, penteiam-se e travestem-se em inúmeras fantasias para agradar aos seus "companheiros", para entrar nos padrões de beleza que eles criam, para ficarem "gostosas" e atraentes. Ótimo texto, ótimo tapa na cara de muita gente.

Diogo Damasceno Pires disse...

Legal, Adenevaldo. A sociedade sempre se renova... para o bem ou para o mal, dependendo da perspectiva de quem está olhando é claro! Mas acho tb que vivemos um mundo em que as verdades, aquelas realmente verdadeiras, estão sempre aí para serem manipuladas e nós mesmos por vezes cedemos a tentação e tb a manipulamos. Homens e mulheres se deixam utilizar, se deixam manipular por aquilo que a sociedade espera que el@s sejam, sem levar em conta o poder de mudanças que cada um carrega consigo. Se um dia perceberem a força que tem enquanto indivíduos que se compreendem no coletivo, o mundo pode pensar em sair do abismo em que se encontra e deixaremos a evolução fluir por conta própria.

Anônimo disse...

Junior, muito interessante a sua proposta literária. No ambito da relações humanas cotidianas, a natureza dessas relações tem um caráter que eu tb repodio, pois meramente reduz o homen, a massa de manobra dos interesses capitalistas. Ainda assim, existem infinitas perspectivas para conceber o mundo... esta é uma delas.

Agora, não quero limitá-lo a generos litérarios, mas achei o seu estilo parecido com o de alan moore, macabro, visceral, radical e contudo vc envolve seus valores morais e éticos não distanciando da sua identidade. Cada vez mais vc está melhorando,vc tem potencial, Junior!

Wayrone Klaiton

Postar um comentário

Viage mais em:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...