quarta-feira, outubro 12

Cabelo branco é sinônimo de decência?


Naturalmente que hoje em dia todos nós temos que pegar filas. Seja para pagar o pão na padaria, pegar senha para o pagamento, para o atendimento nas filas do governo. Em fim, nas muitas situações cotidianas nos deparamos com a questão de ceder espaço e prioridade para os mais velhos. O consenso social é o de que quem tem cabelo branco merece mais preferência. Eu aprendi assim quando pequeno, acredito, assim como todas as pessoas.

Pois bem, estava numa fila dessas da vida, quando percebi que a mesma não “andava”, ou seja, estava a 10 minutos no mesmo lugar. Foi quando me estressei e resolvi falar. Tomei a iniciativa de verificar o que estava ocorrendo. Analisando bem a situação, notei pessoas de cabelo branco passando a frente. Perguntei a uma senhora se ela havia pegado fila, disse que não, afirmei que já estava em pé a quase 15 minutos. Jocosamente ela me disse que não precisava me preocupar que nada iria acabar. Responde que não se tratava de tempo, mas de respeito.

Conversando com outras pessoas, percebi o quão isso tem sido normal. Temos cedido lugar a pessoas que possuem cabelos brancos, mas não possuem censo ético ou respeito. Aquela atitude sensata que temos a tendência de esperar dos mais velhos é na verdade algo esquecido. Muitas empresas aproveitam da preferência dessas pessoas para colocá-las em filas com o propósito de ser atendido mais rápido e garantir maior eficiência em seus serviços e ganhar mais, é claro.
  
Analisando melhor depois acabei me lembrando de várias situações em que algumas pessoas de forma corruptiva se aproveitam desse beneficio social. Senhoras e senhores que ranzinzamente exigem o cumprimento do respeito que nem sempre merecem, mas por conta dos cabelos brancos e de rugas, conseguem quase tudo. Como diz Fernanda Young, o olhar de um homem de 80 anos não deve comover a ninguém, pois esse mesmo pode ter sido um sacana quando mais novo.

A deputada do Estado de São Paulo, Cidinha Campos, em um de seus inflamados discursos, afirmou que a corrupção esta no sangue do povo brasileiro. Isso me fez pensar, e hoje, me fez ter ligação com essas situações da preferência aos mais velhos. Até a chamada melhor idade se aproveita de forma corruptiva, antiética e imoral os benefícios a ela delegadas. Não é isso que esperava encontrar nos mais velhos.

Para não deixar o leitor com a impressão de que um dia teremos todos que nos imanar na corrupção para sobreviver nesse país, acrescento que, conforme Martin Luter King, “O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons.” Portanto, gritem e reclamem sempre que o bom senso for desconsiderado. 

Um comentário:

Alana S. disse...

Engraçado, esse senso de respeito aos mais velhos é tão fortemente incrustado que, mesmo quando vejo os "idosos" passando na frente, mesmo quando fico com raiva, não tenho coragem de reclamar com medo de estar sendo desrespeitosa. A gente fica com isso e nem percebe o quanto é desrespeitado. Mundo cão.

Postar um comentário

Viage mais em:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...