quinta-feira, julho 8

Miguel encontrou algumas respostas.

Nossa! Quem diria. Aquela porra de moleque pôde saber de algo. Parece dom de Deus. Bom de mais. Miguel Silva de alguma coisa, agora tem consciência da realidade. Coisa de 21 anos de existência e facção social, Silva de mais alguma coisa, sabe.

Tua mãe e pai, ele sabe, não lhe gostam por acaso, é dever deles isso. Dinheiro é pois importante, o capitalismo assim exige. Meninas e meninos são bons de cama. A modernidade chegou. Ter um bom emprego é essencial. Aparência boa, coisa muita da importante, ajuda na construção da Sociedade de hoje e sempre.

Crescer, gostar de azul, não se depilar e falar grosso é masculino. Delicadeza, respeito, verdade e sinceridade devem ser dosados. Capital é social e físico. Pobre é ruim, pouco é ruim. Tudo do bom e do melhor.

Quando se faz as coisas escondido Deus não vê. Pode ser o que se quiser, pagando... Não ter filhos, nem casar, não ter um emprego bom e ser diferente é perigoso. Seu pai só paga se for um curso que preste. Moda, hum... isso num é curso de homem não.

Os índios e criminosos nem sempre são os vilões da História. Os negros não fedem nem muito menos são preguiçosos ou vagabundos. Homossexuais são gente boa sim! Bi então, são gente como qualquer outra.

Se o ônibus não é bom. Se tem gente no semáforo, se a vida é difícil, se não tem emprego. Falta coisas que prestam na TV, dinheiro é difícil, essas e outras mazelas do sistema - pensa só - não são culpa dos burgueses, e sim dos políticos. É quase tudo culpa da tal Política de Aristóteles - assim pensa Miguel.

Miguel, o pobre branco da Silva, nascido num lugar não bom. Pai de nada. Amigo de ninguém. Despertou e logo voltou a dormir. E agora José? Depois de se perguntar o que iria fazer se viu sem muitas opções boas e prazerosas. Virou pro lado e voltou a dormir.

Com insônia ele andou e descobriu mais verdades...

2 comentários:

JD - João Damasio disse...

Antes eu só observava suas viagens, agora vejo você de pés no chão me fazendo viajar... A viagem constante agora é do leitor.

Diogo Damasceno Pires disse...

Pois é! Quase passei batido pelo Miguel do seu texto, por ter ficado um dia sem net... isto sim, seria pecado! Não te ler e viajar contigo, Adenevaldo é o mesmo que ver sem enxergar ou de escutar, mas não conseguir ouvir.

Enfim... fico deveras feliz com a profundidade com que escreve... isto pq te conheço faz tempo e a cada dia me surpreendo, ou finjo me surpreender, rsrs, pois não há nada melhor do que a expectativa da surpresa e das novidades!

Abraços do leitor e sempre amigo!

Postar um comentário

Viage mais em:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...